Sugestões de Roteadores

 

Apresentamos abaixo as nossas orientações e sugestões de roteadores para esse mês. Leve-me diretamente aos roteadores!

Como hoje em dia conectamos praticamente todos os nossos aparelhos (notebooks, celulares e até mesmo TVs) na rede wi-fi, contar com um bom roteador sem fio é essencial para se ter mais agilidade no acesso à internet.

A seguir você encontrará alguns pontos importantes que devem ser considerados para que obtenha uma máxima performance e eficiência da sua rede!

Posição

Antes de considerar a compra de um novo roteador, é interessante avaliar se o seu roteador atual, seja ele próprio ou disponibilizado pela operadora de internet, está na posição mais central possível da casa ou apartamento. Quanto mais no centro da residência, melhor será a distribuição do sinal de wi-fi para todos os cômodos.

Caso ele não esteja em um bom local, converse com a sua operadora sobre a possibilidade de fazerem essa mudança. Mas atenção: será necessário que exista uma forma de passar os cabos para a nova posição, seja através de conduítes ou canaletas, bem como ter uma ou mais tomadas elétricas disponíveis.

Vale também comentar que alguns materiais de construção, como por exemplo: canos d’água (especialmente os de banheiro), espelhos, vidros e colunas com muito ferro podem também atrapalhar a distribuição do sinal. Pense nisso quando estiver planejamento essa mudança.

Abrangência do sinal

Uma das queixas mais comuns é quando o sinal do wi-fi não cobre bem todos cômodos da casa, chegando muito fraco em alguns deles e dificultando o acesso à internet.

Se você já posicionou o seu roteador no melhor local possível e mesmo assim o problema persistir ou então não há como mexer na sua posição, veja abaixo algumas soluções para resolver esse problema, em ordem de prioridade:

 

1Adquirir um novo roteador: quando a área de sua residência for inferior a 100m2 e o roteador principal já estiver numa posição bem central e otimizada, porém mesmo assim o sinal não chegar em todas as partes, é bem provável que você consiga melhorar a abrangência apenas adicionando um novo roteador com maior potência, lado a lado com o da operadora. Consulte a tabela abaixo com algumas dessas sugestões.

2Cabo de rede + Roteador adicional: para os casos nos quais não é possível centralizar ou melhorar a posição de seu roteador principal ou quando a área é muito grande, a sugestão é passar um cabo de rede partindo desse equipamento até o local onde se quer ter um sinal melhor e, na sua ponta, conectar outro roteador wi-fi.

 

Essa é a solução mais garantida e também muito indicada para residências grandes, com mais de um andar ou que sejam muito compridas. A principal dificuldade costuma ser encontrar conduítes livres e sem interferência elétrica, para realizar a passagem do cabo.

Vale ressaltar que o roteador adicional não precisa ter uma potência alta, já que haverá sinal de wi-fi sendo transmitido tanto pelo roteador principal como por ele.

3Roteadores Interligados via wi-fi: quando não puder passar cabos de rede pela residência, uma solução muito prática é comprar kits com 2 ou 3 roteadores interligados entre si via uma rede wi-fi específica, conhecida como MESH ou MU-MIMO.

 

O preço desses kits ainda não é muito acessível, mas é uma opção bem interessante para residências pequenas ou médias, dispensando a intervenção de um eletricista para realizar a passagem dos cabos. Procure na tabela abaixo por esses kits com a palavra MESH.

4Extensão Powerline: pode parecer coisa do futuro, mas já há muitos anos é possível “jogar” o sinal da sua internet na fiação elétrica da sua casa. Dessa forma, basta conectar um roteador específico em qualquer uma das tomadas elétricas que ele passará a difundir o sinal da internet. Incrível, não?

A velocidade obtida não será a mesma se comparada com a solução com cabo de rede, mas é uma ótima alternativa quando não há como passar cabos e o seu orçamento não comportar o kit MESH.

Nesse cenário, é imprescindível que você tenha uma tomada livre na parede perto do roteador principal como também no local onde se quer melhorar a recepção.

5Repetidor de sinal: é o equipamento mais comum à venda em lojas de informática. Basicamente ele repete o sinal do seu wi-fi a partir de um determinado ponto da casa, para o resto. Porém, essa é a solução menos indicada de todas.

Ocorre que o sinal do wi-fi perde muita qualidade conforme se afasta do roteador. Como você irá colocar o repetidor a alguns metros de distância dele, estará repetindo um sinal que já está mais fraco e que ficará ainda mais de acordo com a distância que o seu notebook ficar do repetidor.

Se possível evite-o mas, caso não seja viável implantar nenhuma das opções acima, saiba que a qualidade do wi-fi poderá não ser adequada.

Características de um bom roteador

Aqui entra a parte mais técnica, porém muito importante para a escolha de um novo roteador. Ao pesquisar, considere pelo menos os seguintes pontos:

Frequência: seu novo roteador deve possuir 2 frequências, uma de 2,4GHz e outra de 5GHz, o que também é conhecido como “dual-band”. A de 2,4GHz é a mais comum e também a mais antiga e possibilita um maior alcance de sinal, porém está sujeita a mais interferências. Já a de 5GHz (não confundir com o futuro 5G dos celulares) é uma frequência mais recente, com mais velocidade, menos sujeita a interferências, portanto mais “limpa”, porém com um alcance um pouco menor.

O ideal é que o seu roteador possua ambas (2,4 e 5Ghz) e, ao conectar seus dispositivos, você dê uma certa preferência para a rede de 5GHz.

Padrão: indica a tecnologia e consequentemente a velocidade máxima que se consegue obter no wi-fi. No passado era comum os roteadores terem o padrão “B” ou “G”. Atualmente os mais comuns são do tipo “N” e os melhores são os do tipo “AC”, que é a nossa indicação para a sua compra. Em breve passaremos a ver mais os do tipo “AX”, mas ainda são pouco comuns até mesmo nos EUA.

Roteadores do tipo “N” costumam chegar a velocidades de até 300 Mbps e os do tipo “AC” até 1.024 Mbps.

Quantidade de Antenas: não é uma regra mas geralmente quanto mais antenas, melhor será a potência do sinal e consequentemente a facilidade de se ter wi-fi em todos os cômodos da sua casa. Se puder, opte por roteadores com 3 ou 4 antenas pois é provável que o alcance do sinal seja melhor do que o de um roteador com apenas duas.

Potência das antenas: esse é um dado muitas vezes difícil de ser obtido, porém é um dos grandes diferenciais para se ter uma maior abrangência de sinal. Opte por um roteador que tenha antenas com a potência de no mínimo 5dBi. Se encontrar de 7 ou 10dBi, melhor ainda!

Existem uma série de outras especificações para os roteadores, como o nível da criptografia, quantidade de portas de rede, portas USB, etc., mas julgamos que os pontos listados acima são os que mais farão diferença em sua compra.

 

Guia resumido para buscar o seu novo roteador

Utilize a tabela abaixo como um guia para buscar um roteador novo na internet e atente para todos os pontos.

 

ClassificaçãoPadrãoVelocidade e DenominaçãoQtde. de AntenasOutra especificações
Top
AC e AX
Tri-band (2,4 e 2x5GHz)
2167 Mbps ou mais
AC2900, AC3200, AC5300, AC5400, AX1500
4 antenas ou mais
7dBi+ cada
Rede para convidados (guest)
Portas de rede Gigabit
Rede MESH/MU-MIMO
IPv6
Portas USB
Controle parental e antivírus
Boa
AC
Dual-band (2,4 e 5GHz)
867 Mbps ou mais
AC1200, AC1350, AC1750, AC1900
3 antenas ou mais
5 dBi cada
Rede para convidados (guest)
Portas de rede Gigabit
IPv6
Fraca
N
Apenas 2,4GHz
300 Mbps2 antenas
3dBi cada
Portas de rede 10/100 Mbps

 

Sugestões de roteadores, agora sim!

Veja abaixo uma pequena seleção de roteadores e extensores de sinal disponíveis na data deste post. Consulte-nos para opções mais personalizadas e customizadas para a sua utilização ou a da sua empresa.

Marca/Modelo

Uso Sugerido e
Classificação
Padrão e VelocidadeOutras EspecificaçõesPreço Médio e Lojas
TP-Link AC1200 Archer C6

Home-office, como roteador principal para residências pequenas ou como roteador secundário conectado via cabo de rede ao principal
AC
Dual-band (2,4/5GHz)
AC1200
4 antenas
Portas de rede Gigabit
R$ 373
Amazon
Kalunga
TP-Link AC750 Archer C20

Home-office, como roteador secundário conectado via cabo de rede ao principal
AC
Dual-band (2,4/5GHz)
AC750
Portas de rede 10/100Mbps (não gigabit)
R$ 188
Amazon
Kit Tenda Nova MW3 com 3 roteadores

Home-office, para residências que precisam de uma melhor distribuição de sinal
AC
Dual-band (2,4/5GHz)
AC1200
Sistemas MESH
São 3 pequenos roteadores que se comunicam entre si e permitem distribuir melhor o sinal pela residência.
R$ 899
Amazon
Kit TP-Link Deco E4 com 2 Roteadores

Home-office, para residências que precisam de uma melhor distribuição de sinal
AC
Dual-band (2,4/5GHz)
AC1200
Sistemas MESH
São 2 roteadores que se comunicam entre si e permitem distribuir melhor o sinal pela residência.
Portas de rede 10/100
Clique aqui para a versão com portas Gigabit
Clique aqui para a versão com 3 roteadores
Controle parental
R$ 731
Amazon
TP-Link Archer AX10

Home-office, gamers
AX
Dual-band (2,4/5GHz)
AX1500
4 antenas
Controle parental
Rede Guest
R$ 960
Submarino

 

Gostou desse post? Consulte todos os outros e inscreva-se em nossas redes sociais para ficar sempre por dentro das últimas atualizações em tecnologia! Entre em contato caso tenha qualquer dúvida!